Transferência internacional Crédito Agrícola: análise completa 2023

Nesta análise vai ficar a conhecer tudo o que precisa sobre as transferências internacionais do Crédito Agrícola, incluindo quanto custam, quanto tempo demoram a chegar ao destino e qual a melhor forma de fazer uma transferência através deste banco.

O Crédito Agrícola faz parte de um grupo financeiro cooperativo centenário, mas apesar de contar com mais de 400 mil associados e 2 milhões de clientes, pode nem sempre ser a melhor opção para enviar dinheiro para o estrangeiro.

Existem vários operadores especializados que podem ser uma boa alternativa às transferências internacionais do Crédito Agrícola e oferecem um serviço frequentemente mais barato, rápido e intuitivo, como a Wise, a Paysend ou a OFX.

Continue a leitura para descobrir tudo, incluindo comparações detalhadas.

Abra a sua conta WiseDescubra outros operadores digitais

Comparação das transferências internacionais do Crédito Agrícola

Os custos das transferências internacionais do Crédito Agrícola variam entre os 0,52 € e os 182 € no regime normal. Esta grande amplitude deve-se essencialmente à diferença de taxas entre as transferências SEPA e as transferências não SEPA.

As transferências SEPA implicam uma comissão fixa de 0,50 € quando feitas online, e de 6 € ao balcão. Às duas comissões acresce o imposto de selo de 4%. Este tipo de transferência tem sempre o mesmo custo, quer se trate de uma transferência imediata ou não.

As transferências para fora do espaço SEPA têm custos variáveis e bastante superiores: uma taxa de 0,25% (custo mínimo de 25 €) pela operação e ainda as despesas OUR que podem ir dos 0,15% aos 0,25%, dependendo do canal usado para a transferência, mas sempre com mais um custo mínimo de 25 €. A estas duas taxas, poderá ainda ter que acrescentar uma comissão de urgência, caso precise de tratar da transferência no próprio dia (35 €) ou no dia seguinte (26 €). Finalmente, a todas estas comissões vai ser aplicado um imposto de selo de 4%.

Para saber o custo real de uma transferência internacional é preciso ter em conta dois fatores:

  • Taxas e tarifas da transferência

  • Taxa de câmbio aplicada

É frequente existirem margens aplicadas sobre a taxa de câmbio comercial e, por isso, só depois de incorporar estes dois fatores para calcular quanto dinheiro realmente chega ao destino é que poderá fazer uma comparação rigorosa.

Na tabela abaixo pode consultar uma comparação detalhada com o custo total de uma transferência de 1000 € para o Reino Unido, feita através do Crédito Agrícola e outros operadores especializados.

Comparação - Transferência 1000 € para o Reino Unido

OperadorCusto totalEntrega da transferência
Crédito Agrícola52 €2 úteis
OFX10 € + margem sobre a taxa de câmbio1-2 dias úteis
Paysend1,50 € + margem sobre a taxa de câmbioEm poucos minutos
Wise5,14 €

1 dia 

(transferências instantâneas disponíveis por uma tarifa superior)

Simulações feitas a 28.11.2022

Os custos de uma transferência internacional podem variar consideravelmente, sobretudo em função dos países e moedas envolvidos na operação e dos montantes em causa. Ainda assim, esta simulação de uma remessa de 1000 €, enviada de Portugal para o Reino Unido, ajuda a dar um enquadramento sobre o tipo de custos e tempos de entrega que pode esperar de cada operador.

Operadores especializados em transferências internacionais como a Wise, a OFX e a Paysend fazem deste tipo de operação a sua principal atividade, daí conseguirem oferecer custos e tempos de entrega mais competitivos que os bancos tradicionais.

Descubra a conta WiseDescubra outros operadores digitais

Tarifas das transferências internacionais com o Crédito Agrícola

As tarifas do Crédito Agrícola dependem do tipo de transferência (SEPA ou não SEPA), mas também do canal usado para dar a ordem de transferência e do facto de se aplicar ou não uma sobretaxa devido ao regime de urgência.

Na tabela abaixo pode consultar as várias tarifas aplicáveis ao enviar dinheiro para o estrangeiro a partir de uma conta do Crédito Agrícola.


OnlineBalcão
Transferência SEPA6 €0,50 €
Transferências não SEPA0,25% (min. 25 €) + 0,15% (min. 25 €) pelas despesas OUR 0,25% (min. 25 €) + 0,25% (min. 25 €) pelas despesas OUR 
Sobretaxa para transferências não SEPA urgentes (próprio dia)n.a.35 €
Sobretaxa para transferências não SEPA urgentes (dia seguinte)n.a.26 €

A todas as taxas acrescem os 4% de imposto de selo 

A taxa pelas despesas OUR nas transferências não SEPA só se aplica se decidir suportar todas as despesas da transferência. A alternativa é partilhar ou remeter estes custos para a conta que vai receber transferência, que nesse caso terá parte da sua remessa deduzida para cobrir os encargos. 

A taxa de câmbio do Crédito Agrícola

Tal como acontece com boa parte dos bancos portugueses, o Crédito Agrícola aplica a taxa de câmbio definida pelo Banco de Portugal nas suas atualizações diárias, sempre que uma transferência implica conversão de moeda. 

A taxa de câmbio aplicada numa transferência internacional tem um grande impacto no custo final da operação, já que uma variação de apenas 1 um cêntimo nos valores cambiais altera em 100 € uma remessa de 10 000 €. 

O Crédito Agrícola não lucra com o câmbio, ao contrário do que acontece com outros operadores, mas ao seguir as atualizações diárias do Banco de Portugal impede-o de tirar partido de uma taxa de câmbio comercial momentaneamente vantajosa.

Usando novamente como referência uma remessa de 1000 €, enviada de Portugal para o Reino Unido, o Crédito Agrícola compara-se da seguinte forma com operadores alternativos:

  • Crédito Agrícola: 52 € + taxa de câmbio do Banco de Portugal

  • Paysend: 1,50 € + margem sobre a taxa de câmbio

  • OFX: 10 € + margem sobre a taxa de câmbio comercial

  • Wise: 5,14 € + taxa de câmbio comercial (sem qualquer margem)

Descubra a conta WiseDescubra outros operadores digitais

Taxas adicionais do Crédito Agrícola

As principais taxas adicionais do Crédito Agrícola nas remessas internacionais prendem-se com as sobretaxas de urgência e as despesas OUR, para além do imposto de selo de 4% aplicável a praticamente todas as operações bancárias.

As transferências internacionais urgentes para fora do espaço SEPA têm que ser feitas numa agência do banco e implicam uma comissão de 35 € para transferência no próprio dia ou 26 € no dia seguinte. No caso das transferências SEPA, as transferências imediatas não têm custos acrescidos.

No caso das despesas OUR (0,15% online e 0,25% ao balcão), elas só são aplicáveis se quiser suportar os encargos da transferência, por norma o modelo mais comum. Caso não queira pagar as despesas OUR, os encargos da transferência serão passados para a conta de destino, que terá por isso uma dedução sobre a remessa recebida.

Quanto tempo demora uma transferência internacional com o Crédito Agrícola?

Os prazos das transferências internacionais do Crédito Agrícola podem variar mas são, por norma, de até 2 dias úteis. Desta forma, nas transferências SEPA pode contar com o prazo de 1 dia útil no regime normal, enquanto nas transferências para fora da Europa o banco apresenta um tempo médio de 2 dias úteis. 

Quase todos os bancos tradicionais recorrem à rede SWIFT para movimentar dinheiro para fora do espaço SEPA, o que acaba por encarecer e atrasar a operação, devido aos intermediários envolvidos na transferência. 

Já no caso das transferências SEPA, os prazos estão uniformizados para todos os bancos da União Europeia: as transferências imediatas são entregues num máximo de 10 segundos e as transferências em regime normal demoram até 1 dia útil para chegar ao destino. 

Voltando a utilizar uma transferência de 1000 € para o Reino Unido como referência, pode contar com estes prazos:

  • Crédito Agrícola: 2 dias úteis

  • Paysend: Próprio dia

  • OFX: 1-2 dias úteis
  • Wise: 0-1 dia
Descubra a conta WiseDescubra outros operadores digitais

Vantagens e desvantagens das transferências internacionais do Crédito Agrícola

Chegou a altura de destacar as principais vantagens e desvantagens de fazer uma transferência internacional com o Crédito Agrícola. Depois de entender como funcionam estas operações, conheça abaixo os prós e contras de recorrer a este banco para enviar dinheiro para o estrangeiro.

Nas vantagens de fazer uma transferência internacional com o Crédito Agrícola, destaca-se:

  • Rede alargada de balcões para fazer transferências presencialmente

  • Transferências SEPA imediatas competitivas nos canais digitais

  • Marca reconhecida e credível

Já do lado das desvantagens de enviar dinheiro para o estrangeiro com o Crédito Agrícola, salienta-se;

  • Tarifas elevadas - custos mínimos podem ser superiores a 50 €

  • Transferências urgentes obrigam ao pagamento de sobretaxas

  • Limites reduzidos nas transferências online e por multibanco

Tanto na vertente dos custos como nos prazos de entrega, apresentámos-lhe anteriormente as alternativas da Wise, que disponibiliza transferências instantâneas e nunca aplica margem de lucro sobre a taxa de câmbio, e da Paysend, que faz o dinheiro chegar ao destino em pouco minutos graças ao seu sistema de transferência direta para cartões.

Como fazer uma transferência internacional com o Crédito Agrícola?

Tem duas opções para fazer uma transferência internacional com o Crédito Agrícola:

  • Online

  • Ao Balcão

As transferências digitais são operadas na CA Online, através do site ou da aplicação do banco. Para tal vai precisar do seu n.º de adesão e código de acesso. Pode aderir ao sistema multicanal do Crédito Agrícola online, fornecendo alguns dados pessoais e da sua conta. A partir daí passa a poder fazer transferências online, necessitando apenas dos seus dados de acesso e dos dados da conta de destino (nome do titular e IBAN) para iniciar a operação em formato digital.

Também pode optar por visitar uma agência do banco e dar a ordem de transferência presencialmente. Neste caso, as despesas OUR poderão ser superiores, mas é a única forma de fazer transferências urgentes ou de montante superior a 2 500 €.

Caso precise de ajuda para fazer a sua transferência pode contactar o apoio ao cliente do banco, disponível 24/7, através dos seguintes números:

  • 213 80 56 60

  • 808 20 60 60

  • 917 202 010

  • 969 855 840

  • 936 630 001

Qual a informação necessária para fazer uma transferência internacional com o Crédito Agrícola?

  • Montante total que deve ser enviado

  • Nome do titular da conta de destino

  • IBAN e BIC da conta de destino

  • Número de adesão e chave multicanal

Limites de transferências com o Crédito Agrícola

As transferências online e pelo multibanco têm um limite diário de 2500 € no Crédito Agrícola.

Caso pretenda fazer transferências de montantes superiores, deve dirigir-se a uma agência do banco, já que as transferências ao balcão não estão restringidas por estes limites.

Receber dinheiro do estrangeiro com o Crédito Agrícola

Eventuais custos de receber dinheiro do estrangeiro numa conta do Crédito Agrícola estão dependentes do modelo de transferência escolhido pelo remetente. 

Nas transferências OUR todos os encargos são suportados por quem envia o dinheiro; nas transferências SHA estes custos são partilhados entre remetente e destinatários; já nas transferências BEN cabe ao recetor da transferência arcar com os custos da operação.

Código SWIFT do Crédito Agrícola

O código SWIFT do Crédito Agrícola é o seguinte:

  • CCCMPTPLXXX

Os códigos SWIFT fornecem informação às agências bancárias em todo o mundo, que assim conseguem rapidamente identificar o país, banco e agência envolvidos na operação.

Poderá ter que partilhar o código SWIFT da sua conta com alguém que lhe queira enviar dinheiro do estrangeiro, já que este é muitas vezes um requisito dos bancos para dar seguimento à operação.

Conclusão

Caso já tenha conta no Crédito Agrícola, é natural que esta seja a sua primeira opção para enviar dinheiro para o estrangeiro. No entanto, deve ter em conta que apesar da comodidade e confiança de lidar com o seu banco do dia-a-dia, as transferências internacionais do Crédito Agrícola podem ter custos bastante elevados, bem como prazos de entrega mais alargados que os de operadores especializados.

Ao longo desta análise ficou a conhecer todos os processos do banco, bem como as suas vantagens e desvantagens. As comparações detalhadas com operadores especializados, nomeadamente a Wise, a Paysend e OFX, permitem-lhe analisar alternativas competitivas, frequentemente mais rápidas e baratas que os bancos tradicionais.

Descubra a conta WiseDescubra outros operadores digitais

FAQ

Quanto custa uma transferência internacional com o Crédito Agrícola?

As transferências para fora do espaço SEPA têm um custo mínimo de 52 €.

Quanto tempo demora uma transferência internacional do Crédito Agrícola?

As transferências demoram, por norma, até 2 dias úteis para serem concluídas.

Como fazer uma transferência internacional com o Crédito Agrícola?

Pode fazer transferências online ou visitando um dos balcões do banco.

Ivo Borges
Por Ivo Borges
Atualizado em 3 de janeiro de 2023