Transferência bancária internacional Caixa Geral de Depósitos: análise completa 2022

Neste artigo vai ficar a saber tudo o que precisa para fazer uma transferência bancária internacional com a Caixa Geral de Depósitos, incluindo custos, prazos e o passo a passo para enviar dinheiro para o estrangeiro através do banco.

A Caixa Geral de Depósitos é um banco público e conta com mais de 2 milhões de clientes só no banco digital, sendo uma marca de referência no setor financeiro português. Ainda assim, a Caixa poderá não ser a sua melhor opção para fazer transferências internacionais.

Existem várias alternativas para enviar dinheiro para o estrangeiro que são consideravelmente mais baratas, rápidas e fáceis de usar, como a Wise e a Xe.

Envie dinheiro com a WiseDescubra a Xe

Comparação das transferências internacionais da Caixa Geral de Depósitos

Na tabela abaixo pode consultar os custos e prazos das transferências internacionais da Caixa Geral de Depósitos, em comparação com algumas empresas especializadas neste tipo de operação.

Comparação - Transferência 5000 € para os Estados Unidos

OperadorBeneficiário recebeEntrega da transferência

Caixa Geral de Depósitos

$4 764,03 USDIndefinido
Western Union$4 689,67 USD1-2 dias úteis
Wise$4 789,09 USD2 dias úteis (possibilidade de entregar em apenas um dia com tarifa extra)
Xe$4 776,94 USD0-1 dia

Simulações feitas a 26.09.2022

Na comparação acima, a Wise é o operador mais barato para fazer a transferência internacional, permitindo-lhe poupar 25,06 dólares americanos face à Caixa Geral de Depósitos.

O custo de uma transferência internacional bancária internacional Caixa Geral de Depósitos é impactado pelas tarifas cobradas pelo operador mas também pela taxa de câmbio utilizada, que pode fazer uma grande diferença no valor final que vai ser recebido no destino.

Neste caso, é a conjugação da taxa de câmbio comercial que a Wise aplica sobre as suas transferências, sem margem de lucro, juntamente com uma tarifa de transferência baixa que lhe permite ser tão competitiva, fazendo com que o montante que chega ao destino seja consideravelmente superior.

A Wise também é mais rápida do que a Caixa Geral de Depósitos, fazendo com que o dinheiro chegue em apenas 1 ou 2 dias. Neste particular é, no entanto, a Xe que oferece os prazos mais rápidos, com transferências para os Estados Unidos que chegam normalmente em 24 horas.

Operadores especializados em transferências internacionais, como a Wise ou Xe, oferecem processos rápidos e intuitivos para enviar dinheiro para o estrangeiro. Tudo pode ser feito em formato digital e os custos são comunicados de forma antecipada, permitindo-lhe simular transferências e saber exatamente o montante que vai ser recebido na conta de destino.

Envie dinheiro com a WiseDescubra a Xe

Custo das transferências da Caixa Geral de Depósitos

Comparar o custo das transferências internacionais nem sempre é uma tarefa fácil. Isto porque muitas vezes existem custos escondidos nas taxas de câmbio destas operações. 

Assim, para conhecer o custo total de uma remessa, é fundamental ter em conta:

  • Tarifas da transferência

  • Taxa de câmbio aplicada 

As tarifas são normalmente os custos mais visíveis das transferências internacionais, mas podem levar ao engano. Sobretudo quando são muito baixas ou mesmo gratuitas, não deve esquecer-se de analisar a taxa de câmbio, que tem um efeito multiplicador nos custos de uma transferência. 

Abaixo pode conhecer em detalhe as tarifas aplicadas pela Caixa Geral de Depósitos. Explicaremos em detalhe a taxa de câmbio do banco na secção seguinte.


OnlineTelefoneBalcão
Transferências SEPA0,95 €6 €6 €
Transferências SEPA imediatas1,50 €6,50 €6,50 €
Transferências não SEPA*0,25% (custo mínimo de 15 €) + 0,35% (custo mínimo de 25 €)n.a.0,25% (custo mínimo de 20 €) + 0,35% (custo mínimo de 35 €)

A todas as taxas acrescem os 4% de imposto de selo 

* a primeira taxa diz respeito à comissão por débito em conta e a segunda à comissão OUR

As comissões da Caixa Geral de Depósitos variam em função do canal usado para dar a ordem de transferência, tal como na maioria dos bancos tradicionais portugueses. 

Nas transferências para fora do espaço SEPA são cobradas duas comissões sempre que enviar dinheiro no modelo OUR (comissões a cargo do ordenante da transferência). Caso opte por outro modelo de transferência (SHA ou BEN - comissões partilhadas ou a cargo do beneficiário), a segunda taxa poderá não se aplicar, mas o banco do beneficiário aplicará comissões sobre a transferência e o montante total recebido será inferior.

Taxa de câmbio da Caixa Geral de Depósitos

A Caixa Geral de Depósitos publica diariamente uma tabela de câmbios que será aplicada a todas as operações efetuadas nesse dia. Esta tabela está disponível online, no site do banco, e pode ser muito útil para comparar com outros operadores e perceber o custo real da sua transferência.

Como referido anteriormente, o cálculo combinado das tarifas de transferência com a taxa de câmbio aplicada é a única maneira de perceber o custo real de uma transferência.

Uma pequena diferença na taxa de câmbio pode ter um grande impacto no custo total da transferência, uma vez que gera um efeito multiplicador: uma diferença de apenas 1 cêntimo na taxa de câmbio tem um impacto de 100 € numa transferência de 10 000 €.

Usando como exemplo uma transferência de 5 000 € para os Estados Unidos, estes seria os valores finais recebidos no destino, depois de deduzidas as tarifas de transferência:

  • Caixa Geral de Depósitos: $4 764,03 USD

  • Western Union: $4 689,67 USD

  • Wise: $4 789,09 USD

  • Xe: $4 776,94 USD

    Tarifas adicionais da Caixa Geral de Depósitos

Nas transferências SEPA existe uma tarifa adicional de 25 € se quiser fazer uma transferência urgente. A tarifa é transversal a todo os métodos de transferência (canais digitais, telefone e agências físicas)

No que diz respeito às transferências não SEPA, apresentámos anteriormente as comissões para fazer a operação por débito em conta, o método mais comum. No entanto, se pretender fazer a transferência por caixa, a taxa inicial passa dos 0,25% para os 0,28%, com um custo mínimo de 50 €, ao qual acresce o imposto de selo de 4%.

A Caixa Geral de Depósitos também permite fazer transferências não SEPA sem indicação de IBAN e BIC. Nestes casos a comissão por débito em conta passa para os 0,30%, subindo também os custos mínimos (20 € online e 30 € por telefone e ao balcão).

Quanto tempo demora uma transferência internacional da Caixa Geral de Depósitos?

A Caixa Geral de Depósitos não consegue antecipar qualquer prazo médio para as suas transferências internacionais para fora do espaço SEPA. Devido a existência de bancos intermediários no processo e outros obstáculos potenciais, o banco público não se compromete com nenhum prazo específico. 

Desta forma, caso necessite que uma transferência chegue até determinado dia, deve calcular um prazo alargado de entrega, para garantir que o dinheiro chega no tempo pretendido. Sobretudo na primeira vez em que fizer uma transferência para um país específico (se a operação se tornar regular, já terá mais facilidade em antecipar prazos).

As transferências SEPA, por outro lado, obedecem aos prazos uniformizados em todo este espaço económico que junta União Europeia, Reino Unido, Suíça, Noruega e Islândia. As regras estabelecem que todas as transferências devem ser entregues no dia útil seguinte àquele em que o banco receber a ordem de transferência.

Para fazer uma transferência bancária internacional Caixa Geral de Depósitos de 5 000 € para os Estados Unidos, estes serão então os prazos com que deve contar em diferentes operadores:

  • Caixa Geral de Depósitos: Indefinido

  • Western Union: 1-2 dias úteis

  • Wise: 1-2 dias úteis

  • Xe: 1 dia

Envie dinheiro com a WiseDescubra a Xe

Vantagens e desvantagens de enviar dinheiro para o estrangeiro com a Caixa Geral de Depósitos 

É então altura de olharmos para as vantagens e desvantagens do banco público português, no que às transferências internacionais diz respeito.

As vantagens das transferências internacionais com a Caixa Geral de Depósitos para este tipo de operação são as seguintes:

  • Possibilidade de enviar remessas online, por telefone e ao balcão

  • Credibilidade e suporte alargado nas agência do banco e por telefone

  • Taxas de câmbio publicadas no site (ao contrário do que acontece com grande parte dos bancos portugueses)

  • Transferências SEPA competitivas nos canais digitais

Entre as desvantagens de enviar dinheiro com o banco, há que salientar:

  • Custos mínimos elevados

  • Prazos médios das transferências não divulgados, o que cria grande incerteza

  • Limites diários para transferências online relativamente baixos

  • Complexidade das comissões para uma mesma operação

A falta de flexibilidade e transparência dos bancos tradicionais nos envios de dinheiro para o estrangeiro é a norma e a Caixa Geral de Depósitos segue o mesmo padrão. Ainda que tenha o mérito de publicar as suas taxas de câmbio online, o que não acontece com grande parte dos seus concorrentes, não divulga nem se compromete com prazos para as transferências não SEPA, o que cria grande incerteza nos seus clientes.

Tão ou mais importante são os custos mínimos elevados, que encarecem drasticamente todas as transferências internacionais abaixo dos 6 000 €. 

Por outro lado, as transferências SEPA apresentam custos bastante competitivos e podem até ser gratuitas em certos planos de conta.

Como fazer uma transferência internacional com a Caixa Geral de Depósitos 

A Caixa Geral de Depósitos permite transferências internacionais de três forma diferentes:

  • Online (através do site ou aplicação do banco)

  • Por telefone

  • Ao balcão numa agência do banco

Para fazer uma transferência online, deve ter consigo os seus códigos de acesso, aceder à Caixadireta e seguir os seguintes passos:

  1. Clicar em “Transferências e Pagamentos” e depois em “Transferências”;

  2. Indicar o país de destino, IBAN e BIC SWIFT da conta de destino, nome e morada do destinatário, finalidade da operação e clicar em “Continuar” (a informação a incluir pode variar conforme o país para de destino);

  3. Seguir os passos indicados que podem requerer que introduza alguns números do seu cartão matriz, um código recebido por SMS ou ambos;

  4. Verificar toda a informação e confirmar a operação;

  5. A sua transferência está a caminho!

De que informação preciso para fazer uma transferência internacional com a Caixa Geral de Depósitos?

Para fazer uma transferência internacional com a Caixa, deve ter consigo:

  • IBAN, nome e morada do titular da conta de destino;

  • Códigos de acesso e cartão matriz

  • Telemóvel associado à sua conta (nas transferências ao balcão não deverá ser necessário)

Limites das transferências da Caixa Geral de Depósitos

A Caixa Geral de Depósitos limita as transferências feitas a partir dos canais digitais do banco aos 15 mil euros diários. 

Ao balcão este limite não existe e, teoricamente, poderá enviar qualquer montante que pretender. De qualquer forma, caso queira fazer uma transferência de grande valor terá sempre que dirigir-se a uma agência da Caixa, por isso poderá discutir as particularidades da operação com um representante do banco.

Receber dinheiro do estrangeiro com a Caixa Geral de Depósitos

Receber dinheiro do estrangeiro numa conta da Caixa Geral de Depósitos não tem custos, na maioria dos casos, se o ordenante da transferência optar pelo modelo de transferência OUR (comissões a cargo do ordenante).

Caso a transferência seja feita no modelo SHA (custos partilhados) ou BEN (custos a cargo do beneficiário), a Caixa aplicará as comissões devidas, que serão deduzidas do montante recebido na transferência.

Código SWIFT da Caixa Geral de Depósitos

O código SWIFT da Caixa Geral de Depósitos é o seguinte:

  • CGDIPTPLXXX

Os códigos SWIFT são utilizados pelas instituições financeiras de todo o mundo para identificar e localizar agências bancárias. Poderá necessitar de fornecer este código, juntamente com o IBAN, para que alguém lhe envie dinheiro a partir de outro país.

Conclusão

É natural que os clientes das Caixa Geral de Depósitos olhem para as transferências internacionais do banco como uma das primeiras opções para enviar dinheiro para o estrangeiro. O banco português tem um rede alargarda de balcões e é uma instituição muito credível, no entanto poderá não ser a sua melhor hipótese para fazer transferências internacionais.

Ainda que as transferências dentro do espaço económico europeu sejam competitivas, muitas vezes até gratuitas nalguns planos de conta, as remessas para países do resto do mundo implicam tarifas elevadas e prazos alargados de transferência.

Ao longo deste artigo analisámos detalhadamente as várias vertentes das transferências bancárias da Caixa Gerál de Depósitos, comparando-as com os serviços de operadores especializados, para o ajudar a tomar a melhor decisão para a sua remessa específica.

Envie dinheiro com a WiseDescubra a Xe

FAQ

Quanto custa uma transferência internacional com a Caixa Geral de Depósitos?

As transferências internacionais da Caixa têm um custo mínimo de 41,60 €, quando feitas online. As transferências SEPA custam 0,95 € mais imposto de selo.

Quanto tempo demora uma transferência internacional da Caixa Geral de Depósitos?

O banco não se compromete com nenhum prazo nos envios de dinheiro para fora do espaço SEPA, devido à existência de intermediários, que podem atrasar o processo. Deve por isso estar preparado para alguma demora.

Como posso fazer uma transferência internacional com a Caixa Geral de Depósitos?

Pode fazer transferências num balcão do banco, pelo telefone ou através dos canais digitais (site ou aplicação Caixadireta).

Por Ivo Borges
Atualizado em 30 de setembro de 2022